Mosquitos Aedes aegypti com Wolbachia serão espalhados em Petrolina para combate da dengue, Zika e chikungunya

Será inaugurada na próxima segunda-feira (19), a Biofábrica do Método Wolbachia. A estrutura irá viabilizar a liberação de mosquitos Aedes aegypti com a bactéria Wolbachia, que, uma vez presente no mosquito, contribui para a redução da dengue, Zika e chikungunya. Durante a inauguração, será feita a demonstração de como funcionará a liberação desses mosquitos, marcando o início da soltura no município. A inauguração está programada para às 9h. A biofábrica fica localizada na VIII GERES, na Av. Gilberto Freire, s/n, Vila Mocó (próximo ao SESI).

Petrolina é a primeira cidade do Nordeste a receber a iniciativa. A implementação do Método Wolbachia no município será feita em etapas. A previsão é alcançar, aproximadamente, 300 mil habitantes da área urbana até o final de 2022. Na primeira etapa de liberação, serão atendidos os bairros: São Gonçalo, Dom Avelar, Cosme e Damião, Antônio Cassimiro, João de Deus, Jardim São Paulo e parte do Topázio (Conjuntos Novo Tempo e Pedra Linda).

A liberação dos Wolbitos ocorrerá a partir da instalação de dispositivos em áreas públicas, chamadas de Casa do Wolbito, onde serão colocados ovos destes mosquitos, que vão nascer nestes recipientes e depois voar em busca de alimento. Os agentes de controle de endemias da Prefeitura de Petrolina irão instalar as casas de Wolbito pela cidade, com acompanhamento da equipe local do WMP Brasil/Fiocruz.

A Secretaria de Saúde informa que o Método Wolbachia é complementar às demais ações de controle das arboviroses desenvolvidas pela prefeitura. A população deve continuar realizando o combate à dengue, Zika e chikungunya.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Enviar Mensagem
Fale com o Jean Brito Notícias
Olá! Seja bem-vindo ao Portal,

Envie sua notícia com vídeo, fotos e áudios por aqui.

JBrito agradece pela sua audiência.