Aumento de casos de dengue e outras viroses na pandemia preocupam Hospitais e UPAs de Pernambuco

Com o aumento de mais de 270% no número de casos notificados de chikungunya em Pernambuco, só nos primeiros seis meses de 2021, a unidades de saúde geridas pelo IMIP/Fundação Professor Martiniano Fernandes (FPMF) estão reforçando, durante o mês de julho, as ações de sensibilização e orientação sobre as arboviroses.

A campanha tem como tema “A responsabilidade também é nossa”, e o objetivo de abordar a importância das ações de prevenção dentro de casa, já que as estatísticas apontam que mais de 80% dos focos de arboviroses encontram-se nas residências.

“Todos já conhecem as principais orientações em relação aos cuidados com o mosquito da dengue, chikungunya e zika, mas em períodos como esse é importante reforçarmos o alerta, já que são doenças que podem levar ao óbito ou demandar um longo período de tratamento para recuperação das sequelas, como é o caso da chikungunya”, reforça a superintendente geral da Fundação, Eline Nascimento.

Arboviroses – De acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Pernambuco conta, atualmente, com 52 municípios em situação de risco de surto e outros 92 em situação de alerta em relação ao índice de infestação predial para o Aedes Aegypti.

Ainda de acordo com a SES, entre os dias 03 de janeiro de 2021 a 12 de junho de 2021, Pernambuco registrou um total de 16.631 casos notificados de dengue, o que representa uma redução de 6,1% em relação às 17.711 ocorrências notificadas no mesmo período do ano passado. Já em relação à Chikungunya, o aumento foi de 272,9%, já que foram 8.218 casos notificados, neste ano, contra 2.204 no mesmo período do ano passado. Os casos de zika também registraram aumento dos casos notificados em mais de 108,9% (subindo de 2.156 ocorrências no ano passado, para 8.218, neste ano).

Na UPAE/IMIP de Petrolina foram registrados apenas 2 casos de arboviroses no primeiro semestre e no Hospital Dom Malan 50. Os dados mostram com relação ao ano passado uma redução de 95% e 86% respectivamente. Mas, mesmo com as quedas, as unidades participam da campanha pela necessidade de controle e prevenção em todo estado.

Cuidados importantes para eliminar os focos dos mosquitos:

– Mantenha bem tampados caixas d’água, jarras, cisternas, poços ou qualquer outro reservatório de água.
– Mantenha as lixeiras tampadas e secas. Nunca jogue lixo em terrenos baldios, canais e canaletas.
–  Coloque no lixo todo objeto que possa acumular água. O lixo deve ser colocado em sacos plásticos bem fechados.
– Lave os bebedouros de animais com uma bucha pelo menos uma vez por semana e troque a água todos os dias.
– Cubra e guarde os pneus em locais secos, protegidos das chuvas.
– Guarde as garrafas secas de cabeça para baixo e não deixe no quintal objetos que acumulem água.
– Encha os pratinhos de plantas com areia.
– Retire a água acumulada sobre a laje.

– Mantenha as calhas d’água limpas.

Com informações da Ascom

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Enviar Mensagem
Fale com o Jean Brito Notícias
Olá! Seja bem-vindo ao Portal,

Envie sua notícia com vídeo, fotos e áudios por aqui.

JBrito agradece pela sua audiência.