Mãe juazeirense pede socorro para a filha de 8 anos que perdeu a visão por causa de um tumor na cabeça, mas secretaria da saúde só tem passagem para Salvador no mês de Maio   

A cirurgia de Letícia está orçada em R$ 50 mil, mas a família é humilde e não tem condições de pagar

Sem conseguir apoio das autoridades políticas de Juazeiro, no Norte da Bahia, desde novembro de 2020, após a filha Letícia Silva, de apenas 8 anos de idade, apresentar sintomas de fortes dores de cabeça e ser acometida por um tumor que a fez perder a visão. A dona Rosangela Ferreira da Silva, moradora do bairro João Paulo Segundo, em mensagem enviada ao WhatsApp do Portal JBrito na manhã deste sábado (27), faz um apelo emocionante pela vida da filha.

“Gente,  estou pedindo  socorro  porque  a Secretaria (de Saúde de Juazeiro-BA)  ainda não  autorizou a  ida de Letícia a Salvador. Já estamos  sem forças por que  não  sabemos  o que fazer!  Fomos ao Neurocárdio  falar com  Dr. Zé Carlos de Moura, mas ele nos falou que  até faria a cirurgia particular de minha filha,  mas disse que na região  não  tem  outro  profissional  que o ajude a fazer a cirurgia delicada de Letícia.  Pelo amor de Deus, estamos em desespero o tempo está passando e minha filha implora para ver a luz do dia”, explicou Rosangela Ferreira da Silva, emocionada.

Devido ao tumor na cabeça a menina Letícia já perdeu a visão, chora com dores todos os dias e a cirurgia dela está orçada em R$ 50 mil, mas a Prefeitura de Juazeiro por meio da Secretaria da Saúde diz que  só no mês de maio que vai conseguir uma passagem para que Letícia e dona Rosangela sigam para Salvador. Para salvar a filha, Rosangela já estuda a possiblidade de atravessar a Ponte Presidente Dutra e buscar ajuda em Petrolina, no desafio de conseguir uma vaga nos hospitais da capital pernambucana.

Com a palavra a Prefeitura de Juazeiro, o Governo da Bahia e demais autoridades políticas que representam o município baiano.

Da Redação do JBrito Notícias

Artigos relacionados

3 pensamentos “Mãe juazeirense pede socorro para a filha de 8 anos que perdeu a visão por causa de um tumor na cabeça, mas secretaria da saúde só tem passagem para Salvador no mês de Maio   ”

  1. Bom dia!
    Sou Ana Laura campelo, gerente do TFD, preciso do contato da mãe dessa criança. Ela não está no sistema lista única, e nessa gestão ela não procurou a secretaria.
    Aguardo retorno com brevidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar